Facebook Youtube RSS
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Notícias

  16/11/2017 

SINDSIFCE segue apoiando a luta dos professores de Maracanaú, em greve por melhores salários, condições de trabalho e respeito à educação

O Sindicato dos Servidores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (SINDSIFCE) continua apoiando a luta dos professores da rede municipal de educação de Maracanaú, em greve por melhores salários, condições de trabalho e por respeito à educação.
 
Integrante da Diretoria Colegiada do SINDSIFCE, o servidor do IFCE Glacio Araújo esteve presente nesta semana na ocupação realizada pelos professores de Maracanaú na Câmara de Vereadores do município.
 
Foi mais uma demonstração de solidariedade e de unidade na luta, além da nota publicada no dia 6/11 pelo SINDSIFCE (disponível em www.sindsifce.com.br), reforçando a justeza das causas defendidas pelos professores, lamentando as represálias promovidas pela Prefeitura de Maracanaú contra os mestres e cobrando uma solução rápida e efetiva para o caso, em prol da comunidade.
 
O SINDSIFCE parabeniza todos os professores daquela cidade e destaca a importância da atuação do Sindicato Suprema, como entidade organizadora e articuladora da luta da categoria.
 
A educação pública vive neste final de 2017 desafios que estão entre os maiores de sua história. A situação dos professores de Maracanaú exemplifica o desalento a que o setor educacional vem sendo submetido pelo Governo Federal, com medidas como cortes e contingenciamento de recursos para os IFs e universidades, congelamento dos investimentos sociais por 20 anos (incluindo saúde e educação).
 
E mais: imposição de reforma do Ensino Médio sem diálogo coma sociedade, precarização pela reforma trabalhista, aumento da contribuição previdenciária dos servidores federais de 11% para 14%, Programa de Demissão Voluntária para servidores federais, inclusive os da educação. 
 
Os efeitos de tantas medidas negativas e cortes orçamentários não demoraram a se fazer sentir na ponta do sistema. Não por acaso, vários campi do IFCE enfrentam inúmeras dificuldades para seguir funcionando, passando por demissões de trabalhadores terceirizados e até por falta de transporte e alimentação. 
 
A situação de Maracanaú é apenas outro exemplo dessa realidade, de cortes de recursos federais para os municípios, agravados pela falta de sensibilidade e de disposição da Prefeitura para valorizar a educação e honrar os compromissos assumidos com os professores. 
 
O SINDSIFCE diz não à precarização da educação púplica e parabeniza os professores de Maracanaú pela luta e pelo importante chamamento à sociedade. Viva a educação! Viva a luta dos professores! Uma luta que é de todos nós!
 
A Diretoria Colegiada do SINDSIFCE
 
Última atualização: 20/11/2017 às 09:24:57
 
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Comente esta notícia

Nome
Nome é necessário.
E-mail
E-mail é necessário.E-mail inválido.
Comentário
Comentário é necessário.Máximo de 500 caracteres.
código captcha
Código necessário.

Comentários

Seja o primeiro a comentar.
Basta preencher o formulário acima.

FONES  (85)  3223-6370 / 99858-0145 FAX  (85)  3281-0209 sindsifce@hotmail.com
SINDSIFCE - Sindicato dos Servidores do IFCE
Rua Aratuba, Nº01-A, Benfica - Fortaleza - Ceará
CEP 60040-540  /  CNPJ 23.563.257/0001-57
desenvolvimento www.igenio.com.br