Facebook Youtube RSS
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Notícias

  07/02/2018 

SINDSIFCE destaca relatório da CPI da Previdência: não há deficit

O relatório da CPI da Previdência Social, apresentado em outubro último, em Brasília, desmascara a farsa do chamado "déficit" ou "rombo" da Previdência, utilizado pelo Governo Federal para tentar justificar a necessidade de uma "reforma" que na verdade só retira direitos dos trabalhadores e beneficia os bancos que oferecem planos de previdência privada.
 
O Sindicato dos Servidores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (SINDSIFCE) chama a atenção de seus filiados e da sociedade em geral para matéria publicada na imprensa, em que o relator da CPI, senador Hélio José, do Pros-DF, afirma o mesmo que as entidades sindicais, movimentos sociais e especialistas sobre Previdência e dívida pública já vêm falando há meses: não há "rombo" na Previdência, e sim tentativa de descredenciá-la, para então destruí-la. 
 
O discurso de "déficit bilionário", "sistema insustentável", "bomba-relógio" nada mais é que uma tentativa de pressionar a opinião pública, com ajuda do aparato das grandes empresas de mídia, a engolir uma "reforma" que obriga os cidadãos a trabalhar por quase 50 anos, para poder se aposentar. 
 
A suposta "reforma" ainda amplia de 11 para 14% a contribuição previdenciária dos servidores públicos - colocados como verdadeiros "bodes expiatórios" do "rombo" da Previdência, pintados como se fossem "marajás" e "privilegiados", não trabalhadores essenciais ao crescimento do País e à devida prestação de serviços a brasileiros e brasileiras de todas os recantos de um imenso território.
 
CPI da Previdência: o que disse o relator
 
"Tecnicamente, é possível afirmar com convicção que inexiste déficit da Previdência Social ou da Seguridade Social", destaca o relator da CPI da Previdência, senador Hélio José. Para ele, as projeções sobre o tema apresentadas pelo governo não estão de acordo com a realidade. Foram construídas apenas para justificar uma reforma drástica.
 
"São absolutamente imprecisos, inconsistentes e alarmistas os argumentos reunidos pelo governo federal sobre a contabilidade da Previdência Social", escreveu em seu relatório, que também sugere o aumento do teto da Previdência, dos atuais R$ 5,5 mil para R$ 9,3 mil.
 
É preciso estar atento e forte!
 
O SINDSIFCE, que vem promovendo atividades nos campi mobilizando fortemente os servidores do IFCE a lutar contra a "reforma" da Previdência, ressalta a importância de a categoria seguir firma na luta em defesa do INSS e contra qualquer possibilidade de votação sobre o tema, no Congresso Nacional, neste mês de fevereiro - como insiste em querer o ilegítimo Michel Temer, o "presidente" que mais destruiu direitos dos brasileiros, em toda a história.
 
Os servidores precisam seguir mobilizados, em todos os campi, promovendo atividades dentro e fora do Instituto, conversando com os comerciantes, moradores, estudantes, pais e mães, nas cidades do Interior, reforçando a luta contra a "reforma" e em defesa da Previdência.
 
"Se colocar pra votar, o Brasil vai parar"
 
O objetivo é ampliar a informação e o debate sobre o tema - levando, por exemplo, a informação sobre esse relatório da CPI, que desmistifica a ideia de "rombo" da Previdência Social. E pressionar os deputados federais cearenses, votados nas diversas regiões do Estado, ressaltando de forma bem direta, neste ano eleitoral: "Parlamentar que votar a favor da reforma e contra a Previdência não vai voltar para Brasília após as eleições de outubro".
 
19/2 é dia nacional de luta
 
Para fortalecer a luta contra a “reforma” da Previdência, as centrais sindicais estão convocando uma Jornada Nacional de Luta para o dia 19/2. Em todo o País, diversas categorias devem organizar ações unificadas em torno desta pauta. Nesse sentido, os sindicatos, movimentos e entidades filiadas estão sendo orientados a organizar, nos estados e regiões, plenárias, seminários e reuniões, com todas as organizações e ativistas que estejam dispostos a lutar para preparar esse grande dia de mobilizações. Em Fortaleza, uma manifestação vem sendo convocada para às 9h, com concentração na Praça da Bandeira.
 
Participe! Realize rodas de conversa, palestras, debates no seu campus. Converse com seus colegas de setor e de unidade. Aborde o tema com pais e mães dos estudantes. Agende caminhadas, panfletagens, conversas com os comerciantes, nos centros e nas praças dos municípios. Faça sua parte na luta em defesa da Previdência - e do direito dos brasileiros e das brasileiras a se aposentar e contar, ao longo da vida, com a seguridade social, com a qual todos contribuímos.
 
Na luta em defesa da Previdência, conte sempre com o SINDSIFCE!
Última atualização: 08/02/2018 às 15:50:32
 
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Comente esta notícia

Nome
Nome é necessário.
E-mail
E-mail é necessário.E-mail inválido.
Comentário
Comentário é necessário.Máximo de 500 caracteres.
código captcha
Código necessário.

Comentários

Seja o primeiro a comentar.
Basta preencher o formulário acima.

FONES  (85)  3223-6370 / 99858-0145 FAX  (85)  3281-0209 sindsifce@hotmail.com
SINDSIFCE - Sindicato dos Servidores do IFCE
Rua Aratuba, Nº01-A, Benfica - Fortaleza - Ceará
CEP 60040-540  /  CNPJ 23.563.257/0001-57
desenvolvimento www.igenio.com.br