Facebook Youtube RSS
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Notícias

  12/05/2021 

SINDSIFCE promoveu reunião reforçando a luta por mais intérpretes e tradutores de Libras no IFCE. Confira os próximos passos

Dando prosseguimento à luta por mais tradutores e intérpretes de Libras no IFCE, o Sindicato dos Servidores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (SINDSIFCE) promoveu nesta terça-feira, 11/5, reunião online com professores, intérpretes de Libras, estudantes e demais interessados.
 
No encontro, intérpretes e tradutores relataram graves dificuldades no dia a dia de trabalho na instituição, incluindo sobrecarga de atividades e necessidade urgente de contratação de mais profissionais, problema que segue há muitos anos no IFCE. Pró-reitores e outras integrantes da gestão do Instituto participaram da reunião e deram detalhes sobre uma licitação que está sendo preparada para contratar novos intérpretes e tradutores, entre outros profissionais. Também relataram outras ações quanto ao tema.
 
A reunião foi um dos encaminhamentos da mais recente Assembleia Geral dos servidores, realizada em 29/4, em que foi aprovado o encontro virtual para debater a carência de intérpretes de Libras no IFCE e reforçar a cobrança à Reitoria pela contratação de mais profissionais, para garantia do direito à acessibilidade comunicacional nas aulas e no conjunto de atividades do Instituto.
 
"Temos 33 campi e 12 tradutores/intérpretes, o que não consegue abarcar as necessidades de alunos e docentes surdos", enfatizou na assembleia Karine Venceslau. Na reunião desta terça-feira foi destacado que no total são 14 profissionais contratados pelo IFCE, estando duas licenciadas. 
 
Uma das profissionais licenciadas, Maria Coelho Mesquita, tradutora do Campus Crateús, participou da reunião, ressaltando que "já vinha alertando havia bastante tempo sobre a falta de intérpretes". "Vim aqui relatar a minha história e dizer que a atitude que o IFCE deve tomar é contratar intérpretes. Entendo que há uma burocratização muito grande para terceirizar intérpretes. Não sei como está. Mas já escuto desde antes de eu ser servidora que o IFCE precisa de revezamento de intérpretes", destacou. "Está na hora de a gente resolver de fato". 
 
Servidores relataram dificuldades
 
Israel Davi, intérprete de Libras do Campus Camocim, enumerou dificuldades pelas quais os profissionais têm passado. Com a pandemia e o ensino remoto, as solicitações aumentaram muito. "Há intérpretes que chegam a passar oito horas em sala de aula", relatou, frisando que há desrespeito à legislação específica para a categoria, com intérpretes de Libras de nível médio atuando em atividades de nível superior.
 
Alysson Saraiva, professor do Campus Quixadá, relatou que a prioridade do Instituto é para alunos surdos, não para professores, e que tem dificuldades em acessar informações sobre reuniões, editais, documentos.
 
Maria Izalete, professora de Libras do Campus Caucaia, reivindicou a importância de esta ser uma luta do Instituto. "Essa luta não deve ser particular dos intérpretes, professores surdos. Deve ser uma luta da instituição. O que percebo é que está se tornando uma luta particular. Lidando com um paredão que tem um nome: incompreensão. Incompreensão do papel do intérprete, do papel do professor e do quanto essa falta de compreensão incapacita o professor surdo. Não é a surdez que incapacita. É a falta de acesso à comunicação", frisou. "Uma frase que os surdos usam muito é 'Nós não precisamos de ajuda. Precisamos de boas interpretações'".
 
Luciene Cassia Correa, coordenadora do Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Específicas (NAPNE) de Caucaia, destacou o cansaço diante da não solução da questão mas o alento de ver o tema sendo debatido. 
 
"No grupo do NAPNE é muito comum a gente chamar atenção pra reuniões que estão sem acessibilidade. E várias vezes portarias sobre assuntos extremamente importantes, por exemplo, sobre progressão docente, saem só em português. Sem a tradução em Libras. Importante também que qualquer reunião, ou pelo menos reunião de magnitude maior, tenha intérprete. Sem isso, a reunião não deve acontecer aquele momento", defendeu.
 
Pró-reitores: licitação em preparação
 
David Montenegro, integrante da Diretoria Colegiada do SINDSIFCE, agradeceu pela participação de todos na reunião e ressaltou a importância de contar com pró-reitores do IFCE no encontro online, prática diferente do histórico de dificuldades das gestões para participação dos servidores, diálogo e debate.
 
A pró-reitora de Extensão, Ana Cláudia Uchoa, reconheceu a gravidade do problema e destacou que a nova gestão do IFCE realizou uma reunião com tradutores e intérpretes de Libras, estando uma próxima marcada para esta sexta-feira, 14/5. "Na reunião ficou clara a situação de adoecimento. Tendinite, bursite, LER, colegas de licença e que renovaram a licença. Colegas sem o par, pra poder fazer o revezamento. Isso foi relatado. Colegas de nível médio que estão adentrando nas salas de nível superior". 
 
Ana Cláudia também destacou que uma outra frente para tentar uma solução mais ampla para o problema, na rede federal, está sendo puxada pelo Conif, por iniciativa do reitor do  IFRO, à qual o IFCE já se somou, informando em planilha dados sobre a demanda de intérpretes no Instituto. A ação visa a uma solução mais abrangente, com o Ministério da Educação e a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec).
 
O pró-reitor de Gestão de Pessoas, Marcel Mendonça, informou que há 18 códigos de vagas para intérpretes/tradutores de Libras, todos de nível médio, mas que um decreto e outras questões legais impedem o provimento de cargos. Detalhou que, das três formas possíveis de contratação (concurso para efetivo, concurso para temporário e contratação de empresa, com profissionais terceirizados), apenas a última é viável atualmente. "Não entendendo que ela resolva o problema, mas que é a via que temos hoje", frisou.
 
"Dia 8 de março começou esse processo e de lá pra cá temos trabalhado na fase interna da licitação, com a elaboração do Estudo Técnico Preliminar e do Termo de Referência", detalhou, estimando prazo entre 90 e 120 dias para conclusão do processo, sendo prevista a contratação de 70 profissionais, das cinco categorias mais demandadas pelos campi: TILS (tradutor intérprete de Língua de Sinais) em nível superior, monitores de braille, audiodescritores, cuidadores e psicopedagogos. 
 
"Temos buscado financiar com recursos externos, porque sabemos que é um impacto. Os campi já estão sofrendo com o orçamento, e não faz sentido a gente fazer com que arquem sozinhos com isso".
 
Anna Érika Ferreira, Chefe do Departamento de Extensão Social e Cultural, também destacou que a tentativa de resolver essa situação vem de longa data e que a gestão está aberta ao diálogo e à escuta sobre essa e outras questões. 
 
Sobre a forma de contratação, David Montenegro, do SINDSIFCE, também ressaltou que, além de ser necessário lutar por servidores efetivos, terceirização é precarização e implica também desvantagem pela necessidade de uso das verbas de custeio da instituição.
 
Próximos passos. Encaminhamentos da reunião
 
1.  A gestão do IFCE marcará reunião com a Secretaria de Acessibilidade da UFC, com participação do SINDISFCE
 
2. Participação do sindicato nas reuniões sobre este tema
 
3. O SINDSIFCE marcará reunião com os TILS, aberta à participação da gestão do IFCE
 
4. Gestão e SINDSIFCE farão contato com deputados federais cearenses, para tentar recursos por emenda parlamentar, para contratação de intérpretes/tradutores de Libras
 
5. Os servidores acompanharão a licitação que está sendo feita para a contratação desses profissionais
 
SINDSIFCE contratará profissional
 
Objetivando a efetivação do diálogo com a comunidade de surdos e a ampliação da acessibilidade comunicacional nos conteúdos produzidos pelo Sindicato, o SINDSIFCE está preparando um processo seletivo para contratação de um intérprete/tradutor de Libras. O edital contendo as informações sobre a seleção do profissional que irá compor o quadro de trabalhadores da entidade será publicado em breve.
Última atualização: 12/05/2021 às 17:03:44
 
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Comente esta notícia

Nome
Nome é necessário.
E-mail
E-mail é necessário.E-mail inválido.
Comentário
Comentário é necessário.Máximo de 500 caracteres.
código captcha
Código necessário.

Comentários

Seja o primeiro a comentar.
Basta preencher o formulário acima.

FONES  (85)  3223-6370 / 99858-0145 FAX  (85)  3281-0209 sindsifce@hotmail.com
SINDSIFCE - Sindicato dos Servidores do IFCE
Rua Aratuba, Nº01-A, Benfica - Fortaleza - Ceará
CEP 60040-540  /  CNPJ 23.563.257/0001-57
desenvolvimento www.igenio.com.br